Aeternum

Se a inspiração em viver é tudo o que me resta, então escrevo. Preciso então de algumas folhas de papel. Onde seriam guardadas lembranças, reminiscências do que foi, do que é e do que será?

Continuar lendo

Anúncios

Eis o texto- Virgilio, o espantalho

Bom, para quem não conhece o Virgílio, esse texto surgiu de uma brincadeira de criança, com uma amiguinha chamada Kiara, em Belo Horizonte. A brincadeira se transformou numa história porque queríamos fazer um teatrinho. Esse sonho ainda não foi possível… mas a história tem um elemento mágico, porque há nela a minha essência.

Dois anos depois, ao conversar com meu amigo Miguel Martins de Meneses, ele me reacendeu a chama de ainda acreditar que essa história tem um valor imenso. Fez circular entre os amigos, e o sucesso me surpreendeu.

Depois de quatro longos anos, em conversas ao pé do fogão, minha amiga Lene Fernandes inicia as ilustrações.Não faz tanto tempo assim que ela quis se juntar a mim para ver Virgílio circulando entre crianças que sabem o verdadeiro valor da amizade, e entre adultos que ainda acreditam nela.

Os dois desenhos que coloco aqui são da autoria de Miguel Martins de Meneses e Lene Fernandes.

Eis o texto, Virgílio, o espantalho

FB_IMG_1439980086171

Continuar lendo

a keylaKeyla Oliveira Autora do “Blog Conte mais uma”


Nasci em Brasília em 4 de Dezembro de 1977.

Fui aos nove anos para São Luís no Maranhão, e foi lá que comecei a me encantar com o universo mágico das palavras, quando ia para a escola Instituto Pindorama.

As aulas de artes, música e de Comunicação e expressão me fascinavam, era assim que minha imaginação ganhava asas e voava.

Em 2007 fui a Belo Horizonte reencontrei-me com minha antiga paixão- as artes, a música, a dança, a literatura;

Foi lá que conheci, pela primeira vez, a contação de histórias, na Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte, onde eu me tornei contadora de histórias.

Hoje escrevo poemas contos e estou com minha biografia quase pronta e em outros momentos realizado cotações de historias.

Entre sonhos interrompidos e outros realizados, assim me envolvi com a palavra, e por vezes penso que não escolhi a literatura, ela me elegeu para fazer companhia a ela.


Visões de Keyla Oliveira

O que me interessa são palavras ditas e não ditas em cartas, coisas feitas a mão, brincar, fazendo girar a roda da vida que nos rodeia, sentindo nas veias o seu fluxo.keyla oliveira conte mais uma

Sentir a presença uma energia intensa, a presença de alguém Superior. Sentir a cada dia, ao abrir as janelas, os raios do sol entrando e nos aquecendo… Agradecer por essa ciranda em que podemos brincar, saltar, quem sabe voar, e perceber que a vida eh um presente… Um presente do céu! Sou apenas essa, uma mulher que conta histórias.


Alguns momentos de minha vida